• 12 C
    Curitiba
OUTROS TÓPICOS DA REABILITAÇÃO DO PACIENTE REVASCULARIZADO

Rita de Cássia Munhoz Miranda – Eloisa Aboud Hanna- Fisioterapeutas do DEMP-SPC-PR

Área de interesse: DOENÇA CORONÁRIA

Parte I- Reeducando a Postura do Infartado


A Revascularização do Miocárdio (R.M) restaura o aporte sanguíneo do músculo cardíaco reduzido por algumas causas, dentre elas a trombose coronariana, embolo livre, aterosclerose, arterite, doença isquêmica do coração e infarto do miocárdio.
O indivíduo que passa por uma (R.M) geralmente sofre com dispnéia (falta de ar) ao realizar médios e pequenos esforços como subir a escada ou varrer a casa, ou angina (dor no peito) que limitam a sua vida diária.
Durante a (R.M) o cirurgião faz uma incisão no esterno (o osso que fica entre as costelas) para ter acesso ao coração. Manuseia alguns músculos torácicos (responsáveis pela respiração) e estruturas vasculares como veia safena e artéria mamária muitas vezes usadas como ponte para restaurar o fluxo de sangue ao coração.

A fisioterapia é iniciada logo após a (R.M) com o objetivo de restaurar a função pulmonar, equilíbrio hemodinâmico e força músculo esquelética do revascularizado readaptando o as novas condições do seu coração.
O paciente cardíaco sofre alguma alteração postural após a revascularização? Como o fisioterapeuta reabilita a postura deste paciente?
Ao pensarmos em alguém com dor cardíaca correlacionamos com a imagem de uma pessoa com ombros encurvados levando a mão ao peito; ao pensarmos em alguém com falta de ar logo visualizamos um indivíduo elevando a cabeça com os músculos do pescoço contraídos tentando sugar o ar para dentro dos seus pulmões.

Nos pós cirúrgico de (R.M) o paciente assume uma postura cifótica antálgica. Alguns pacientes mesmo depois de anos da (R.M) adotam esta postura durante algumas atividades temendo que o coração se desprenda do peito.
A persistência destes vícios posturais ocasiona alterações posturais que podem causar compressões discais, dores na coluna cervical e dorsal, redução da capacidade pulmonar, da atividade física piorando os fatores de risco (sedentarismo, hipertensão, dia betes e dislipidemia) que causaram a doença cardíaca.
As técnicas de fisioterapia, Reeducação Postural Global (RPG) e o Pilates corrigem os vícios posturais do revascularizado.

Assine nosso Newsletter

E receba mensalmente novidades e atualizações sobre a SPC.