ODYSSEY Outcomes

COLESTEROL

Este estudo avaliou 18924 pacientes que tiverem um quadro de síndrome coronariana aguda com tratamento máximo tolerado de atorvastatina e rosuvastatina com LDL residual acima de 70 mg/dl comparando placebo x alirocumab atingindo um LDL médio de 53 mg/dl e evidenciando redução de eventos cardiovasculares.

Analisando os componentes individuais, os pesquisadores descobriram que o infarto do miocárdio não fatal foi reduzido em 14%, acidente vascular encefálico em 27% e ngina instável em 39% (todos significativos) com alirocumabe comparado ao placebo.Enquanto a taxa de mortalidade por todas as causas foi significativamente menor em 15% com alirocumab versus placebo (3,5 vs. 4,1%), não houve diferença significativa entre os grupos para morte por doença coronariana (2,2 vs. 2,3%) e morte cardiovascular

O estudo FOURIER, publicado em 2017, com o evolocumab relatou uma redução de 15% no risco de morte, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, hospitalização por angina ou revascularização. Em comparação com FOURIER, o estudo ODYSSEY Outcomes inscreveu um grupo de pacientes de maior risco, teve uma duração mais longa de acompanhamento (variando de dois a cinco anos), envolveu uma estratégia de dosagem diferente e teve um desfecho primário ligeiramente diferente

https://www.acc.org/latest-in-cardiology/articles/2018/03/05/15/53/sat-9am-odyssey-outcomes-cv-outcomes-with-alirocum ab-after-acs-acc-2018

Assine nosso Newsletter

E receba mensalmente novidades e atualizações sobre a SPC.