Análise Retrospectiva de Fatores de Risco para Complicações Relacionadas com Ablação Química na Cardiomiopatia Hipertrófica Obstrutiva

Palavras-chave: Cardiomiopatia Hipertrófica/prevenção e controle; Ablação Miocárdica Transluminal Percutânea; Disfunção Ventricular Esquerda/complicações.

Cheng-Yang Li, Yun-Qi Shi

Abstract

Background: The analysis of risk factors for predicting related complications has not been reported to date.
Objective: This study aims to investigate the risk factors of related complications of percutaneous transluminal septal myocardial ablation
(PTSMA) for hypertrophic obstructive cardiomyopathy (HOCM) retrospectively.
Method: Clinical data, and one-year follow-up results of patients with HOCM, who underwent PTSMA between January 2000 and July 2013 in the
Department of Cardiology, Liaoning Province People’s Hospital, Liaoning Province, China, were retrospectively analyzed to determine risk factors for
operative complications with multiple logistic regression analysis. All p values are two-sided, with values of p < 0.05 being considered statistically significant.
Results: Among 319 patients with HOCM, PTSMA was performed in 224 patients (120 males and 104 females, mean age was 48.20 ± 14.34 years
old). The incidence of PTSMA procedure-related complications was 36.23% (66/224), which included three cardiac deaths, two cardiac shocks, one
ST-segment elevated myocardial infarction, two ventricular fibrillations, 20 third-degree atrioventricular (AV) blocks (four patients were implanted
with a permanent pacemaker (PPM)), 32 complete right bundle branch blocks, two complete left bundle branch blocks, and four puncture-related
complications. After multivariate logistic regression analysis, it was found that age, gender, coronary artery diseases, diabetes, heart rate, cardiac function
on admission, the number of septal ablations, and the volume of alcohol were not independent risk factors correlated to the whole complications,
except for hypertension (OR: 4.856; 95% CI: 1.732-13.609). Early experience appears to be associated with the occurrence of complications.
Conclusion: Hypertension was an independent risk factor for PTSMA procedure-related complications. It might be much safer and more
efficient if PTSMA procedu

Resumo

Fundamento: A análise dos fatores de risco para previsão de complicações relacionadas não foi relatada até o momento.

Objetivo: Este estudo tem como objetivo investigar retrospectivamente os fatores de risco de complicações relacionadas da ablação miocárdica septal transluminal percutânea (PTSMA) para cardiomiopatia hipertrófica obstrutiva (CMHO).

Método: Dados clínicos e resultados de acompanhamento de um ano de pacientes com CMHO submetidos a PTSMA entre janeiro de 2000 e julho de 2013 no Departamento de Cardiologia do Hospital Popular da Província de Liaoning, província de Liaoning, China, foram analisados retrospectivamente para determinar fatores de risco para complicações operatórias com análise de regressão logística múltipla. Todos os valores de p são bilaterais, com valores de p < 0,05 sendo considerados estatisticamente significativos.

Resultados: Entre os 319 pacientes com CMHO, a PTSMA foi realizada em 224 pacientes (120 homens e 104 mulheres, com idade média de 48,20 ± 14,34 anos). A incidência de complicações relacionadas ao procedimento PTSMA foi de 36,23% (66/224), incluindo três mortes cardíacas, dois choques cardíacos, um infarto do miocárdio com supradesnivelamento de ST, duas fibrilações ventriculares e 20 bloqueios atrioventriculares (AV) de terceiro grau (quatro pacientes receberam implantes de marca-passo permanente), 32 bloqueios completos de ramo direito, dois bloqueios completos de ramo esquerdo e quatro complicações relacionadas com a punção. Após análise de regressão logística multivariada, verificou-se que idade, sexo, doenças coronarianas, diabetes, frequência cardíaca, função cardíaca à admissão, número de ablações septais e volume de álcool não foram fatores de risco independentes correlacionados com as complicações totais, exceto para hipertensão (OR: 4,856; IC 95%: 1,732-13,609). A experiência principiante parece estar associada à ocorrência de complicações.

Conclusão: A hipertensão arterial foi um fator de risco independente para complicações relacionadas com o procedimento de PTSMA. Pode ser muito mais seguro e eficiente se os procedimentos de PTSMA forem restritos a centros experientes, de acordo com os resultados da análise para a curva de aprendizado. (Arq Bras Cardiol. 2019; 112(4):432-438)


Artigo em PDF.


Assine nosso Newsletter

E receba mensalmente novidades e atualizações sobre a SPC.