Sociedade Paranaense de Cardiologia

Cardio-Oncologia - Quimioterapia e arritmias cardíacas

A incidência de arritmias no paciente oncológico ainda não está bem determinada e varia de acordo com o quimioterápico utilizado. As arritmias podem ocorrer em diversas circunstâncias situações clínicas, como infecções, distúrbios hidroeletrolíticos, no ambiente pós-operatório e durante o tratamento quimioterápico.

Voltar
Newsletter